Quatro dos melhores escaladores do Brasil confirmam presença na Semana Brasileira de Montanhismo. Entre eles o friburguense Sérgio Tartari.

Edemilson Padilha, Eliseu Frechou, Alexandre Portela e o friburguense Sérgio Tartari confirmaram presença no evento que comemora os 100 anos de montanhismo no Brasil.

Há três décadas a história da escalada brasileira tem grande influência de quatro escaladores de ponta: Edemilson Padilha, Eliseu Frechou, Sérgio Tartari e Alexandre Portela. Todos estão confirmados como palestrantes na 1ª Semana Brasileira de Montanhismo, que rola no Rio de Janeiro entre 23 de abril e 1º de maio.

“Convidamos esses escaladores para que compartilhem um pouco de suas experiências na SBM", conta Kika Bradford, da Femerj e uma das organizadoras da SBM. “Estamos honrados de recebê-los no maior evento de montanhismo do país”. 

Além dos nomes brasileiros, a organização da SBM já tinha confirmado a vinda do norte-americano Colin Haley. A seguir, quem são os quatro brasileiros:

Frechou - Foto: Divulgação
Eliseu Frechou (foto) é guia de montanha, instrutor de escalada e atleta patrocinado. O paulista dedicou 26 dos seus 41 anos ao montanhismo, tendo aberto algumas das maiores e mais difíceis vias do Estado de São Paulo, como a Guerra de Luz e Trevas, no Monte Roraima (Guiana), e a Solução Suicida, na parede de rocha Kaga Tondo, no Mali. Eliseu vai falar sobre “experiências em conquistas de escalada”. 

Edemilson Padilha, paranaense de 39 anos de idade, é escalador desde 1990. Em mais de 20 anos de atividade, já conquistou em torno de 150 vias de escalada em todo o Brasil. Entre seus feitos também estão as subidas dos cerros Torre e Fitz Roy, na Patagônia, e de mais sete cumes na mesma cordilheira. Ed abriu a via Place of Happiness, na Pedra Riscada (MG) e chegou ao topo do Salto Angel (Venezuela), a maior cachoeira do mundo. O tema de sua palestra será “o Brasil em escaladas alpinas”. 

Tartari - Foto: Divulgação
Serginho Tartari (foto) tem 49 anos de idade e escala há 32. O carioca tem impressionantes conquistas em seu currículo, como o primeiro big wall técnico brasileiro, a via Tragados pelo Tempo, no Corcovado (RJ). Também abriu a The Wall, no Pico Maior de Friburgo (RJ), além de rotas no Fitz Roy e no Salto Angel. Serginho palestra com Alê Portela sob o tema “quebrando paradigmas nas conquistas de big walls”. 

Alexandre Portela, carioca de 46 anos, é um dos escaladores mais importantes na história do montanhismo brasileiro, tendo ajudado a redefinir a fronteira do impossível na escalada desde 1979, quando começou. Entre suas conquistas, destaca-se um dos big walls mais difíceis do país, a via Terra de Gigantes, na Pedra do Sino (RJ).

A 1º Semana Brasileira de Montanhismo vai comemorar os 100 anos da atividade no país, tendo como marco simbólico a conquista do pico Dedo de Deus, na Serra dos Órgãos (RJ), em 1912. A ideia é reunir a comunidade de montanhistas e admiradores do esporte em geral, por meio de uma série de atividades que acontecerão no Bairro da Urca, na cidade do Rio de Janeiro, como um congresso de montanhismo e escalada, a abertura da temporada, exposição de fotos, cinema na praça e outros importantes acontecimentos. 

Fonte: webventure.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pico da Caledônia

Cachoeiras São José e Indiana Jones

Um paraíso chamado Macaé de Cima