Parque dos Três Picos: aventuras nas pedras da Cabeça de Dragão e Caixa de Fósforo

No último fim de semana do mês de julho, eu, meu primo Marcelo Puga e um casal de amigos fomos nos aventurar pelo Parque Estadual Três Picos (PETP). Partimos com destino à Pedra da Cabeça de Dragão, mas como o Bruno e Aline nunca haviam ido à Pedra da Caixa de Fósforo, resolvemos faze-los companhia. Começamos a subida desde o ponto de ônibus as 6:20 e às 10 horas já estávamos com acampamento levantado. Registrei todos os momentos com a minha câmera fotográfica. Confira abaixo as fotos e os relatos desta aventura:



O dia estava lindo. Um calor imenso e, ao mesmo tempo, com um vento geladíssimo, comum da região montanhosa.


Cabeça de Dragão

A caminhada durou cerca de 55 minutos até o último dos 2018 metros da montanha vizinha aos Três Picos e Capacete. Era tanto vento que parecia que iríamos voar.

Assinamos o livro de cume e ficamos por lá quase uma hora, abobados com o visual de Teresópolis, com a vista para o Pico da Caledônia e também com a Baia de Guanabara.




Pretendendo Viajar? 
Vá com a AFCC Aventuras. Descontos especiais para Leitores Blog do Puga
Informações: mathewspuga@afccaventuras.com.br


Conseguimos avistar a Serra dos Órgãos, palco da Travessia Petrópolis x Teresópolis. Destaque para o Dedo de Deus, Escalavrado e para a Pedra do Sino, coberta entre as nuvens. Enfim, estávamos olhando para um paraíso das escaladas.


Serra dos Órgãos


Crista da Cabeça de Dragão

Descemos para o Vale dos Deuses, almoçamos e descansamos para prosseguir em direção à "Caixinha". Lá almoçamos juntos com o Rodrigo Sprint e o Anderson Trekkinho, dois amigos de trilhas.

Anoiteceu e o Vale dos Deuses foi tomado pela bagunça. Tinha um pessoal que tomou conta do abrigo que fica disponível aos montanhistas pois já estavam acampados há um tempo, então ficamos sem espaço para cozinhar e utilizar as pias. Entupiram a pia, deixaram tudo sujo... mas nada que me fizesse tirar do sério!


Camping Vale dos Deuses

Partimos rumo à Caixa de Fósforo, uma formação rochosa no mínimo curiosa, e rapidamente estávamos de baixo da Caixa, já que no cume, só escalando. A nossa maior dificuldade foi o sol e a indisposição causada pelo almoço.


Caixa de Fósforo


Visual da Caixa de Fósforo

Descemos rumo ao Vale dos Deuses junto ao nascer do sol, tomei alguns escorregões que me custaram cortes e risadas, tiramos lindas fotos e...


Pôr do Sol


Caixa de Fósforo e Mulher de Pedra

ao chegar no acampamento, uma surpresinha muito desagradável. FAROFEIROS, e dos piores. Eram mais ou menos 15 pessoas montando suas barracas em meio à escuridão e gritando uns aos outros para se comunicarem, feito bichos... aliás os bichos estavam quietos, sem comparações.

Logo arrumei minhas coisas e tomei um dos banhos mais doloridos e gelados de minha vida.

Jantamos e, cansados, deitamos para descansar e nos abrigar do frio. Mas quem disse que conseguimos dormir? Os farofeiros fizeram uma bagunça da escuridão até o amanhecer, cantando a irritante música da "Barata da vizinha", contando piadas e com um violão insuportável faziam todos saírem do sério.

Uma tremenda falta de respeito que nos custou uma noite. Pelo menos, ao amanhecer, fomos recompensados com um belo nascer do sol. Mas, infelizmente, era hora de partir.


Caledônia ao fundo


Habitantes

Arrumamos tudo, sem pressa nenhuma. Num forte calor, comemos e partimos para casa, pois no dia seguinte era dia de aula e trabalho.

Para quem não conhece, o Parque Estadual Três Picos é um paraíso se tratando de atividades outdoor. Mas nunca vá despreparado para o local, pois as mudanças climáticas por lá são muito rápidas e há o risco de se perder em suas trilhas, que nem sempre são tão bem demarcadas. Aos escaladores, não se esqueça de levar seus equipamentos de escalada para se aventurarem nas rochas e pedras dos Três Picos, Capacete, e de outras pedras e boulders. Aconselho passar um fim de semana na região, pois no parque existem diversos locais interessantes. Leve sua barraca de camping e divirta-se neste paraíso chamado Três Picos de Salinas.


Três Picos de Salinas e Capacete

A bagunça dos farofeiros, fotos e trechos das caminhadas você encontra neste vídeo:


Um abraço e até a próxima.

Comentários

  1. Cara, nem me fala desses farofeiros..noooossaaa...eu tava lá tmb e fiquei tão incomodado qnt vcs.
    Lembro de vcs de lá, mas fiquei tanto tempo por lá que acaba q passa mt gente..
    Muito legal o blog, continue postando as aventuras.
    Abraço
    Bernardo

    ResponderExcluir
  2. iiiihhh fui no teu blog e nem sabia que era você! haha que maneiro!

    Valeu aí pelo incentivo, pode deixar que vou continuar com ele! abração

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário sobre a matéria. Evite comentários em anônimo. Favor se identificar.

Palavrões e insultos não serão aceitos.

Postagens mais visitadas deste blog

Pico da Caledônia

Descobri as aldeias da Galícia de onde vêm os Pugas

Refúgio Pedra Aguda