Pico da Caledônia

No dia 22 de maio, eu e meu primo Marcelinho fomos acampar na Caledônia. Pegamos o ônibus lá pras 8h30min e 9 horas já estávamos caminhando sobre os paralelepípedos do grande e gelado Pico da Caledônia.

Uma caminhada que leva cerca de 3 horas à 5 horas até o topo, com o visual das luzes acesas da cidade, as torres da Pedra do Imperador piscando, o vento geladíssimo que batia contra nós e, com a cargueira nas costas, o esforço era mais intenso.

Chegamos ao local do acampamento por volta de meia noite, havía um pessoal acampado também e tudo o que queríamos era armar a barraca, trocar de roupa e fugir do frio. Jantamos e logo dormimos, estávamos cansados após o desgaste físico.

Acordamos ao amanhecer e tivemos um presente, uma recompensa pelo esforço, um nascer do sol simplesmente espetacular, a bola de fogo surgia das montanhas acima das nuvens e deixava todos abobados.



Faltava pouco para chegarmos ao topo, para ser mais preciso, mais de 600 degrais da longa escada. Subimos acompanhados de um cachorro muito do aventureiro, e sua recompensa foi uma garrafa d'água e alguns biscoitos, um bom café da manhã para um cachorro.



Logo chegamos ao topo, estávamos a 2219 metros e, entre o mar de nuvens, o nosso lugar favorito, os Três Picos de Salinas, o Capacete e escondidinho a Cabeça de Dragão.




Pretendendo Viajar? 
Vá com a AFCC Aventuras. Descontos especiais para Leitores Blog do Puga
Informações: mathewspuga@afccaventuras.com.br


Pegamos um tempo muito bom ao chegar, dava pra ver quase tudo, a Pedra do Sino, Chachoeiras de Macacu, Salinas e, rapidamente, as nuvens tomaram nosso visual e só o que os nossos olhos conseguiam enchergar era o branco das nuvens.



Repousamos e resolvemos descer, uma hora e meia de descida, com algumas bolhas no pé, mas nada que um fim de semana como esse não recompense.



Como todo acampamento deve ser, estávamos preparados para qualquer imprevisto e para suportar frio e chuva. Levamos nossos equipamentos de montanhismo, como mochilas cargueiras, barracas de camping, botas e roupas impermeáveis, isolantes térmicos, fogareiro, entre outros. Lembre-se: todo cuidado é pouco quando estamos nos aventurando em trilhas. Esteja sempre bem equipado e preparado para os imprevistos, por mais simples que seja a aventura.

Nessa aventura fico devendo o vídeo e as fotos de boa resolução, acabei esquecendo de levar a câmera fotográfica e tive que tirar com o celular mesmo.

Abraço a todos.

Comentários

  1. Nossa o Pico do Caledônia é muito LINDO lugar MARAVILHOSO !
    Só em pensar que depois daquele esforço tive a visão da cidade toda ou melhor o Pico do Caledônia é demais !

    ResponderExcluir
  2. Com certeza! O visual de toda a subida e do topo é espetacular. O esforço vale a pena.

    ResponderExcluir
  3. Qual o ônibus que você pegou de dentro de Nova Friburgo pra lá?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário sobre a matéria. Evite comentários em anônimo. Favor se identificar.

Palavrões e insultos não serão aceitos.

Postagens mais visitadas deste blog

Pico da Caledônia

Descobri as aldeias da Galícia de onde vêm os Pugas

Refúgio Pedra Aguda